Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cuida-te bem

A chave para resolver muitas situações do dia-a-dia como uma gripe, insónias ou a falta de ânimo pode estar à nossa volta: a Natureza. Com a Natureza podemos cuidar da casa, da saúde, da beleza sem segredos.

cuida-te bem

Vitamina B3 (Niacina): metabolismo de carboidratos, lipídios e proteínas e reparação DNA

Cópia de Vitamina (7).png

 

A Vitamina B3 (Niacina, Vitamina PP ou Ácido Nicotínico), e derivados, desempenha um papel importante no mecanismo de respiração celular e fornecendo energia para o metabolismo (ATP).

Niacinstr.png


É uma vitamina hidrossolúvel, estável à luz, oxidação e aos fatores normalmente envolvidos na preparação dos alimentos (como por exemplo calor, humidade, etc.) sendo que apenas 5% de Vitamina B3 é perdida no processo de cozedura.

O corpo humano não tem capacidade para a produzir e o seu armazenamento é residual, por esse motivo, é fundamental a ingestão diária através da alimentação ou suplementos alimentares.

Vitamina B3 Doses.jpg

 

Funções da Vitamina B3

Na sequência do metabolismo as formas coenzimáticas da Vitamina B3 (vitamina unida a uma enzima) participam nas reações que geram energia a partir dos alimentos (oxidação bioquímica de carboidratos, lipídios e proteínas).

Existem outras funções da Vitamina B3 no bom funcionamento do organismo com a manutenção da pele e mucosas, manutenção dos sistemas nervoso, digestivo e muscular, redução do colesterol, prevenção da doença de Alzheimer e Pelagra.

A Vitamina B3 também desempenha um papel muito importante na síntese das hormonas sexuais e insulina, entre outros.

Outra contribuição da Vitamina B3 é na redução do cansaço e fadiga.

 

 

Carência

A deficiência de Vitamina B3 é rara em países desenvolvidos. Muitas pessoas com deficiência desta vitamina também apresentam deficiência de proteína, de Vitamina B2 e Vitamina B6.

A grave deficiência de Vitamina B3 poderá levar ao desenvolvimento de Pelagra, que é uma deficiência combinada de Vitamina B3 e seu precursor, o Triptofano. Os sintomas da deficiência são principalmente dermatite, diarreia e demência. Pode ocorrer óbito se a condição não for tratada.

 

As pessoas que vivem em zonas onde o milho é o principal alimento (milho indiano) correm o risco de desenvolver pelagra, já que o milho é um alimento com baixo teor de Vitamina B3 e Triptofano. Mais ainda, a Vitamina B3 do milho não pode ser absorvida pelo intestino se não tiver sido tratada com um álcali (como acontece na preparação de tortilhas de milho). A Pelagra, um distúrbio sazonal, apresenta-se todas as primaveras e dura todo o Verão, quando a alimentação é principalmente baseada em produtos de milho.

 

 

Toxicidade

A toxicidade por excesso de Vitamina B3 é baixa e, quando existe é causada por problemas metabólicos o que poderá provocar vermelhidão na pele, prurido, sintomas gastrointestinais (náuseas e vómitos) e toxicidade hepática (lesão nas células do fígado).

Não tomar suplementos de Vitamina B3, sem a supervisão médica, no caso de pré-existência de doença renal e/ou hepática, úlceras no estômago, gota ou pressão arterial baixa.

Também deve haver supervisão médica, na toma de suplementos de Vitamina B3, no caso de diabetes, problemas na vesícula biliar, doença coronária ou angina.

 

 

Interação com outros compostos

A Vitamina B3 pode aumentar o efeito de alguns fármacos, óleos essenciais ou infusões como é o caso dos anticoagulantes (aumentando o risco de hemorragia), anti hipertensores (aumentando o risco de hipotensão), e alguns anticonvulsivantes, sendo recomendada precaução na associação da Vitamina B3.

A Vitamina B3 associada com estatinas pode aumentar os efeitos adversos destas, principalmente aumentando o risco de rabdomiólise.

Existem outros compostos que podem diminuir os níveis de Vitamina B3 no organismo, como é o caso do farmaco azatioprina, carbidopa (por alterar o metabolismo do Triptofano), fluoroucacilo, mercaptopurina e alguns fármacos anticonvulsivantes.

Em relação aos antibióticos pertencentes à classe das tetraciclinas, a fármacos para o colesterol e para o tratamento da tuberculose estes não devem ser tomados em simultâneo que os suplementos com Vitamina B3 uma vez que existe interação no processo de absorção. 

A conversão de Triptofano em Vitamina B3 está reduzida em condições de deficiência de Vitamina B6 bem como em casos de deficiência em Zinco e Cobre, uma vez que estes minerais são cofatores essenciais no processo metabólico.

 

 

Fontes

Vitamina B3.jpg

As fontes mais ricas em Niacina são:

  • cereais,
  • pão,
  • peixe,
  • frango e peru,
  • carne de vaca,
  • cogumelos,
  • amendoins,
  • abacates,
  • entre outros.

 

Fontes:

  • Lieberman, S e Bruning, N (1990). The Real Vitamin & Mineral Book. Nova Iorque: Avery Group.
  • NIH office of Dietary Supplements. «Use and Safety of Dietary Supplements».
  • Fukuwatari T; Shibata K (2008). «Urinary water-soluble vitamins and their metabolite contents as nutritional markers for evaluating vitamin intakes in young Japanese women». J. Nutr. Sci. Vitaminol.
  • Bellows, L.; Moore, R. «Water-Soluble Vitamins». Colorado State University.
  • Maqbool A; Stallings VA (2008). «Update on fat-soluble vitamins in cystic fibrosis». Curr Opin Pulm Med.
  • The National Academies (2001). «Dietary Reference Intakes: Vitamins»
  • Dietary-supplements.info.nih.gov (2013). «Vitamin and Mineral Supplement Fact Sheets Vitamin A».
  • U.S. Department of Health and Human Services, National Institutes of Health. «Thiamin, vitamin B1: MedlinePlus Supplements»
  • Hardman, J.G.; et al., eds. (2001). Goodman and Gilman's Pharmacological Basis of Therapeutics 10ª ed. [S.l.: s.n.] p. 992.
  • «Pantothenic acid, dexpanthenol: MedlinePlus Supplements». MedlinePlus.
  • Dietary-supplements.info.nih.gov (2011). «Vitamin and Mineral Supplement Fact Sheets Vitamin B6».
  • Dietary-supplements.info.nih.gov (2011). «Vitamin and Mineral Supplement Fact Sheets Vitamin B12».
  •  Manual Merck. «The Merck Manual: Nutritional Disorders: Vitamin Introduction».
  • Organização Mundial de Saúde/Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (1998). Vitamin and mineralrequirements in human nutrition (PDF). [S.l.: s.n.] p. 99.
  • Rohde LE; de Assis MC, Rabelo ER (2007). «Dietary vitamin K intake and anticoagulation in elderly patients». Curr Opin Clin Nutr Metab Care.
  • https://pt.wikipedia.org/wiki/Niacina

 

Etiquetas (200 × 50 px).png

 

⚠️ Este post tem caráter meramente informativo. Não dispensa a avaliação por um profissional de saúde.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.